Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Regresso ao Presente!

Por questões de Migração do Sapo, este post aparece como sendo meu (Pois pois... agora disfarça Toni... sempre a querer ficar com a glória toda só para ti!). No entanto, foi efectivamente escrito pelo Toni, o Segundo que se encontra de momento na Itália (Hehehe ganda maluco é só Italianas!!!). Só para deixar as coisas claras...

 

"Ah, ah, ah! Adivinhem quem voltou. Não, não foi o Chuck Norris que voltou pra livrar o mundo de criminosos com os seus pontapés rotativos ... Não, também não foi o Calimero que voltou para a Abelha Maia ...

Não andei a viajar pelo tempo com o Michael J. Fox nem com o Christopher Lloyd, mas a verdade é que o Toni II está de volta, pelo menos nesta altura especial em que a população activa deste país ainda trabalha ou estuda (“Estudantes ... população activa? Isso é uma ofensa ao estatuto de estudante.” Peço desculpa ... estudantes são então população semi-activa ... comem, bebem, dormem e, vá lá, estudam, quando calha ... na véspera do exame =P ... nem todos), enquanto turistas jamaicanos ou russos e alguns alemães (sim, porque os ingleses e os holandeses riscaram Portugal dos seus mapas de destinos de férias) povoam as ruas e lojas e fazem com que ainda seja possível haver homens (e, já agora, mulheres) –estátua nas ruas. Por falar nisso, acho que até é uma boa profissão e acho mesmo que muitos funcionários públicos, ministros e políticos (estes últimos em particular) deviam seguir o exemplo. A única novidade para eles seria a de terem de se mexer cada vez que alguém colocasse uma moedinha na caixa, o que pode ser difícil pra alguns ... ou pra muitos ... pra quase todos! Mas chega de crítica social, que pra fazer isso há gente que é paga e eu aqui não sou pago pra nada!

Como estava a dizer, estou de volta, pelo menos durante o Verão, pra contar mais aventuras ou explicar o que me chateia, o que me irrita ... enfim, o que “me faz espécie”! E pra começar “faz-me espécie” esta expressão: “faz-me espécie”!

Que raio de expressão é esta? Quem é que poderá ter tido a excelente ideia de usar esta expressão pra se referir a algo chato ou irritante? Estou mesmo a imaginar:

“Apetece-me fazer qualquer coisa. Já sei, vou inventar uma expressão nova. Que tal uma expressão que sirva pra uma pessoa se referir a algo chato? Parece-me bem! Ora deixa cá ver, como poderá ser ... tem que ser algo que só por si também seja irritante ou extremamente parvo, pra irritar ainda mais as pessoas. Já sei ... vou juntar um verbo e um nome ... agora deixa cá ver um verbo e um nome que possam estar relacionados. É isso ... o verbo pode ser ‘fazer’ e o nome ... ‘espécie’ ... têm tudo a ver. Aliás, foram feitos um para o outro. Como é que ninguém se lembrou disto antes? Sou mesmo um génio!” E assim mais um “génio” do nosso país nos presenteou com uma belíssima expressão digna de ser proferida inúmeras vezes até alguém decidir espetar um soco na cara do desgraçado que sente uma atracção inexplicável pela conjugação dessas duas palavras: “fazer espécie”.

A própria expressão é irritante. Será que o primeiro tipo a quem foi dita não foi capaz de dizer ao “génio” que a expressão era um bocadinho, mas só um bocadinho, parva? Se calhar a frase até foi inicialmente usada com outro sentido, mas não deve ter pegado e então ficou com o significado que hoje se conhece:

“Diz ela para ele: ‘Vá ... faz-me espécie!’. E começaram a copular que nem dois animais selvagens para, no fim, ele dizer: ‘Foste fantástica!’. Ao que ela responde: ‘Também não foste muito mau!’.” Pudera, com uma frase daquelas a dar início ao acto, até o D. Juan ou o Casanova faziam má figura.

Ao fim de contas, ainda bem que a expressão não ficou com um significado muito mau. É que, apesar de irritante, a expressão é usada muitas vezes: por gozo (de que é exemplo este post) ou porque a pessoa que a diz acredita veemente que está a dizer algo extremamente culto e eloquente e que está a cativar o ouvinte. Se é este o teu caso ... pensa outra vez! De qualquer das formas, resta esperar que se torne numa expressão em vias de extinção ... ou então que venha a ser substituída por uma expressão de igual ou superior grau de parvoíce. Que tal “Patati Patatá”? Ahh, já existe. Então como é que ainda não se tornou na expressão de eleição dos parolos?

Despeço-me com um ‘Adeus’ (queriam que fosse com um ‘Olᒠnão?) e desejando desde já umas boas férias a todos os que conseguem ter direito a essa regalia chamada ‘Descanso’. Também não fazem nada durante o ano todo e depois no Verão querem ir pra praia? Devem mesmo ... toca a trabalhar. Da próxima trabalhem durante o Inverno, tirem logo férias na Primavera e depois gozem com os vossos colegas de trabalho:

“- Eh eh, finalmente vou de férias e tu ficas a trabalhar. Tenho pena de ti. Que tenhas um bom Verão aqui no escritório ... a trabalhar!

- Ah ah ah, eu já fui de férias em Abril ... Ah ah ah ... diverte-te lá nas filas de trânsito pra praia que eu vou curtir aqui as minhas férias com a secretária do Antunes que também já foi de férias em Março.”

Portem-se mal ... mas com estilo! Até à próxima e fiquem bem."

publicado por Toni, o Primeiro às 16:49

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

Mais uma das minhas teorias...

É verdade estão decorridos muitos dias desde o meu último Post mas mais uma vez consegui encontrar uns escassos minutos de intempérie intlectual para desta maneira trazer a todos vocês, devotos leitores, mais uma das minhas Toniescas teorias que tão bem têm povoado este belo depósito de material humorístico. Estava este Toni prestes a adormecer após ter visto um filme bastante educativo num dos canais da TV CABO (pronto não digas mais nada... a gente percebe Toni...) quando o seguinte pensamento me percorreu a mente: "Tudo o que nos rodeia tem uma coisa em comum e serve apenas esse propósito". E pronto o pensamento infelizmente foi só esse... é... não ajuda muito pois não?... pois... concordo... também me achei um autêntico mentecapto depois de terminar esse pensamento assim... Tive de me dar a algum trabalho para o conseguir prosseguir e chegar à conclusão pertinente, ou seja, o que é aquilo que tudo tem em comum e qual é o propósito que tudo neste mundo serve... e eis que cheguei à brilhante e simples (que é o mesmo que dizer IMENSAMENTE PARVA!) conclusão, é nada mais nada menos do que o, S-E-X-O! Sim meus amigos... tudo neste mundo gira à volta do Sexo e tudo serve esse mesmo propósito. Não acreditam? Pois então preparem-se bem pois vou-vos provar que esta teoria tem um bom suporte científico (LOOOOOL esta sim foi uma bela piada! LOOOOL! Brincalhão! X'D )
publicado por Toni, o Primeiro às 00:01

link do post | comentar | favorito
|

Mais uma das minhas teorias da praxe...

É verdade estão decorridos muitos dias desde o meu último Post mas mais uma vez consegui encontrar uns escassos minutos de intempérie intlectual para desta maneira trazer a todos vocês, devotos leitores, mais uma das minhas Toniescas teorias que tão bem têm povoado este belo depósito de material humorístico. Estava este Toni prestes a adormecer após ter visto um filme bastante educativo num dos canais da TV CABO (pronto não digas mais nada... a gente percebe Toni...) quando o seguinte pensamento me percorreu a mente: "Tudo o que nos rodeia tem uma coisa em comum e serve apenas esse propósito". E pronto o pensamento infelizmente foi só esse... é... não ajuda muito pois não?... pois... concordo... também me achei um autêntico mentecapto depois de terminar esse pensamento assim... Tive de me dar a algum trabalho para o conseguir prosseguir e chegar à conclusão pertinente, ou seja, o que é aquilo que tudo tem em comum e qual é o propósito que tudo neste mundo serve... e eis que cheguei à brilhante e simples (que é o mesmo que dizer IMENSAMENTE PARVA!) conclusão, é nada mais nada menos do que o, S-E-X-O! Sim meus amigos... tudo neste mundo gira à volta do Sexo e tudo serve esse mesmo propósito. Não acreditam? Pois então preparem-se bem pois vou-vos provar que esta teoria tem um bom suporte científico (LOOOOOL esta sim foi uma bela piada! LOOOOL! Brincalhão! X'D )
publicado por Toni, o Primeiro às 00:00

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2006

1 Ano de Crónicas... Estúpidas... mas mesmo assim um ano!

Pois é... Na minha energúmena ignorância de todo me esqueci do aniversário deste Maravilhoso Blog (... queres mesmo que eu comente isso?) que se vem a arrastar à já algum tempo (arrastar... isso implicava movimento... este blog... arrasta tanto como um armário cheio de casacos de inverno que ninguém já precisa e de ser tão pouca a necessidade serve igualmente de dispensa... trocando por miúdos DEMASIADO PESADO PARA SE ARRASTAR!!), com altos e baixos... ok com baixos e alguns altos... mas que de alguma forma vem sobrevivendo neste árido mundo que é a blogosfera. Portanto vamos afinar as vozes e (por favor não comeces a escrever a música do Parabéns a Você... isso não é roto... é simplesmente demasiado parvo... até para ti!) .... .... ok Toni... tens razão...
Portanto... uhh... era isto que tinha para dizer... ia encher com a música e tal... mas pronto... sendo assim... fica um post pequeno... o primeiro...

NAHHH! tou a gozar! :D (a sério? woohoo... que emoção... tens um jeito para prender o leitor... upa upa... quando é que deixas de pensar que tens jeito para isto...) Andam algumas coisas a perturbar-me a mioleira nestes últimos tempos... uma delas... e provavelmente a pior... já está um pouco batida eu sei... mas por favor expliquem-me qual o objectivo de pôr pais-natal em miniatura atados ao estore de uma janela???? É que vejamos... eu quando era criança acreditava piamente no Pai Natal mas ele TINHA DIMENSÕES NORMAIS e entrava PELA CHAMINÉ... mesmo num apartamento... desde que ele tivesse lareira a ilusão estava lá... agora ponham-se no lugar de uma criança que acredita no pai natal e olha pela janela e vê um BONECO PARVO Espalmado contra umas escadas (muito possivelmente iluminadas com luzes PSICADÉLICAS compradas no chinês) presas a uma ripa do estore da janela do seu quarto... Ora não só é de todo ignóbil a ideia de um Pai Natal daquele tamanho distribuir prendas como o é também, e esta parte está realmente dificil de intrusar no meu pobre cerebelo parco em massa cinzenta e tão, oh tão cheio de matéria castanha, a estúpida ideia do Atrasado empresário que decidiu colocar umas escadas neste modelo... Ora o Pai Natal, como todos sabemos, vem de Trenó puxado por renas (... erm... cheira-me a que alguém não ultrapassou o facto de o Pai Natal não existir... não querendo apontar ninguém... O TONI!!!!) portanto agora expliquem-me para que é que ele precisa de UMAS ESCADAS PRESAS A UMA JANELA!!!! Não seria já dificuldade suficiente aterrar o trenó no telhado e entrar por uma chaminé com um quarto do seu diÂmetro??? " AH não pera aí está ali uma escada na janela... deixa-me cá subir e descer umas quantas vezes... Weeeee que diversão..." é simplesmente PARVO! (Um pouco como tu?...) Esta parvoíce atinge o cúmulo quando não só se encontram estes modelos EM TAMANHO REAL (realmente dá imenso jeito ter um pai natal de tamanho real à janela... é... como hei-de dizer... foleiro? não, não... não é essa a palavra... simplesmente Estúpido é isso mesmo...) como num especial para Varandas podemos encontrar o quê? um Pai Natal preso... a UM BALOIÇO... e para culminar EM TAMANHO REAL! "Ah ainda tenho 55000000 de crianças a quem entregar um presente mas deixa cá dar uma volta neste baloiço que está NA VARANDA DESTA CASA PRESO AO TECTO A METRO E MEIO DE DISTÂNCIA APENAS PARA MAIS FACILMENTE PERMITIR QUE EU PARTA A FRONHA TODA DA PRIMEIRA VEZ QUE BALOICE!!!! (devo dizer... cu cu...? para quem não está familizarizado com linguagem cartoonesca é o mesmo que dizer este gajo está completamente passado da cornadura...)
Mas qual não é o meu espanto quando certo dia enquanto tentava adormecer vendo uma qualquer programação de má qualidade, coisa fácil de encontrar nestes dias, passo para um canal do serviço Cabo e encontro num novo talk show de nome Prazer dos Diabos um determinado apresentador que caluniosamente se atreve a usar o mais belo e honrado nome português: TONI!!!! Não haveria problema nenhum, se esta PERSONAGEM fosse também Honrada em essência, discursando calorosamente, revelando um discurso Cuidado e gozando de uma qualidade Cómica intrínseca que ultrapassasse a comédia brejeira e ou de personagem... agora um gajo que apresenta um programa com um capacete na cabeça e uma barba postiça lançando para o ar as bocas mais parvas e de todo estragando um programa que à cabeça tem O GRANDIOSO Capitão Alvim... O cúmulo é atingido quando me informam que existe a possibilidade de este Toni ser... segurem-se bem... O PROFESSOR ALEXANDRINO!!!!! SIM... o firme e hirto como uma barra de ferro... o hipnotizador falante... O MORCÃO DO ALEXANDRINO... sinceramente choca-me e ofende-me tal coisa... Depois de tanto trabalho a dar uma boa reputação a este Nome criando crónicas de referência para toda a blogosfera (Por favor diz que não estás a falar a sério... por amor de deus...) vem tal personagem destruir este belo nome Português que é TONI... TONI HÁ SÓ UM!!!... Bem pensando bem há dois... eu, o Primeiro, e o Toni o Segundo... MAS PARA ALÉM DESSES NA COMÉDIA NÃO HÁ MAIS TONIS!! Bem temos o Toni Carreira cujos concertos são uma enorme palhaçada... Pronto mas para além de três.... AHHH que é que tou para aqui a dizer... devem existir dezenas de Tonis na comédia... Começando pelos Malucos do Riso (ahhh a piadola fácil sim senhora boa escolha... e dizes tu que dás boa reputação ao nome...)...
O Artigo já vai longo e com tudo isto já deixei passar 2005... BOM ANO A TODOS... E um grande 2006 para este BLOG que Egocentrismo... é com Tonis! :D
publicado por Toni, o Primeiro às 22:43

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2005

O Toni Strikes Back!

Bem, prometido é devido... e como tal aqui está um novo artigo, um poema ao belo género TONI denominado de Murros e Cabeçadas. Desde já peço imensas desculpas pela enorme asneirada que do poema advém pelo que deixo já o aviso de que não é feito para menores de 8 anos e que estes devem ser o mais rapidamente possível afastados do monitor... se bem que com 8 anos... utilizar o computador... não é de todo aconselhável... penso eu de que... mas hey até no vício é de pequenino que se torce o pepino não?

 

 

Murros e Cabeçadas

 

Murros e Cabeçadas enviava

De qualquer maneira

A um cabrão de um cigano

Que me tinha roubado a carteira

 

"This gipsy stole my wallet!"

Repetidamente bramia

Em plena cidade de Londres

Enquanto mais uma ve lhe batia.

 

Foi então que subitamente,

E para minha grande surpresa,

O cabrão de alguma maneira

Lá conseguiu usar a cabeça!

 

Uma ideia brilhante

Subiu-lhe à cornadura,

Infortúnio acidente

Sol de pouca dura,

 

(Talvez derivado

De uma mistura racial

Simples diarreia febril

ou por ser um cigano anormal)

 

Moveu-se rapidamente

E de uma só tomada

Acertou-me na zona púbica

Com uma pedra da calçada.

 

Oh puta que te pariu!

Oh vaca da parteira

Que o teu nascimento assistiu

Para me vires roubar a carteira.

 

Oh infernos dilacerantes

Tempestuosos maremotos vulcânicos

E Tufões de Enganos!

Oh rubis, safiras e diamantes

Trocados por sapos mecânicos

Que comessem apenas ciganos!

 

Oh lágrimas amargas que pela cara me escorrem

Oh quantos mais séculos têm eles de perdurar

Será que eles não morrem?

Quantos mais países percorrerão a roubar?

 

Desprovido de qualquer noção de equilíbrio

E com a visão seriamente afectada

Agarrei o cabrão quando num acto de puro brio

Se preparava pa ir de abalada!

 

Tudo bem teria corrido,

Pois já de novo o amassava,

Cabra da mesa de cabeceira

Onde fui dar uma valente marrada.

 

É verdade, estava a sonhar

Que mais esperavam?

Ciganos em londres?

Não me digam que acreditaram!

 

Mas a aventura não acabou aqui

Continuou em amena cavaqueira

Pois qual foi o meu espanto

Quando uma moldava a mim veio pedir "brincadeira"!

 

Logo avisei

"Desculpa mas não tenho dinheiro"

Ela não se preocupou

E assambarcou-me o corpo inteiro.

 

Hey, pensava enquanto ela me seguia

"Ela até que é bem gira

E tem cá um pernão

Mãe do céu, bora lá pois então!"

 

Entrámos no carro

E a elegante brincalhona

Com os olhos azuis me mirava

Enquanto me mostrava a sua "Prima Dona" (tavam À espera de outra palavra!!! :p)

 

Fiquei hipnotizado e perdi a consciência.

Literalmente! Fui para o hospital de urgência!

 

Nada consegui nessa noite,

Nada consegui nesse dia.

Nunca mais vi a moldava,

Nunca me deu o que eu queria

 

 Deve ter sido o cigano

Que me enfeitiçou ao sonhar

Agora chamam-me Vigilante de Almada

Mas só quero fazer os ciganos pagar!

 

Pronto não foi o meu melhor mas já é qualquer coisa não? Ah mas deixo já claro que é uma personagem a falar e não eu, não me venham acusar de Racismo ok? Isto é só um poema e "o poeta é um fingidor" não se esqueçam ;)
publicado por Toni, o Primeiro às 18:16

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Setembro de 2005

Long time no see...

Longe vão os tempos em que este Toni se esfuçava todas as semanas e às vezes todos os dias para conseguir escrever uma crónica... As crónicas do Toni foram uma bela época que talvez agora que me tornei universitário possam voltar de novo... quem sabe... Deixo aqui este Post mais por necessidade do que por inspiração ou vontade dado que não quero que este blog seja excluído para sempre! Está aqui bom material que espero que por cá continue e que talvez aumente daqui a uns tempos... nunca se sabe... a inspiração surge nas situações mais estranhas... assim como o meu azar... por isso... tenham mais um pouco de paciência com este Toni... e talvez daqui por uns tempos me surja um azar de maior que valha a pena ser contado :D esperem mais um pouco... mas não desesperem... apesar de depois de quase 3 meses sem escrever quase todos de vocês já passaram a fase do desespero para a do esquecimento e total ignorância e quem sabe até uma ligeira passagem pela calúnica por este extremíssimo Toni que não escreve à... UPA UPA muito tempo mesmo! Não vos chateio mais... fiquem bem...
publicado por Toni, o Primeiro às 15:32

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

O que Elas querem ... (LINHA NUMQQ!!!)

Olá amigos e amigas! Já há tanto tempo que não escrevia! Tinha tantas saudades vossas … desde 6ª feira! =P E vocês? Tiveram saudades minhas? Ahh … não? Nem um bocadinho? Ahh … tiveram a ver a Quinta das Celebridades? Ahh, então tá bem! Então percebe-se porque não tiveram saudades minhas!

Isto começa a tornar-se repetitivo, mas peço desculpa por não escrever nada há tanto tempo (mais de um mês, sem contar com o de dia 1 de Abril) =\ Mas isto hoje promete =) … Não, não se trata duma critica ao filme protagonizado por Mel Gibson e Helen Hunt (NOTA: o nome do filme foi “muito bem” traduzido de “What Women Want” para “Do Que As Mulheres Gostam”, em vez de “O Que As Mulheres Querem”).

Para começar, eu ia escrever que já não tinha escrito há cerca de mês e meio. Mas foi então que pensei: mês e meio? Será que isso existe? Claro que existe … mas então “quanto vale” meio mês? 15 dias? 15 dias e 12 horas (15 dias e meio =P)? 14 dias? Talvez seja por não haver um valor certo que se usam palavras/expressões antes de “meio mês” ou “mês e meio”, do tipo “eu já não depilo as pernas há cerca de meio mês” ou então “marquei hoje uma consulta para o ginecologista e só daqui a aproximadamente dois meses e meio é que vou ser atendida!”. Acho que já perceberam a ideia.

Ou então dever-se-ia usar expressões mais correctas, do género “daqui a meio mês de Fevereiro vou à casa de banho!” ou “daqui a dois meses e meio Novembro vou estar sei lá onde!”. Também acho que já perceberam a ideia … e que também não regulo muito bem! Quer dizer, isso de eu não regular bem acho que já tinham percebido, mas agora ficaram mesmo a ver o que vai dentro da massa cinzenta aqui do toni 2, e muitos devem ter ficado deveras impressionados por saberem que os pensamentos não são tão maus como pensavam, mas outros tantos também ficaram espantados por descobrirem que afinal o D. Sebastião que viria salvar Portugal da miséria e restituir os grandes tempos de domínio português não se encontra na pessoa do toni 2. =P

 

ATENÇÃO: Se és uma jovem que até pensa que eu sou um tipo porreiro e nada machista, então, por favor, salta para a linha NUMQQ, naquela parte do post que diz LINHA NUMQQ. Se és uma bela e formosa jovem e tal e gostas tanto de mim que até queres andar comigo e, quem sabe, se tudo corresse bem, talvez casar e ter filhos e viver feliz para sempre ao lado dum marido muito responsável e respeitador da sua mulher, então segue as mesmas instruções e salta para a parte da LINHA NUMQQ. Mas saltem mesmo! Se não querem mesmo ficar horrorizadas por esta faceta machista do toni 2, então saltem pra LINHA NUMQQ. SALTEM MESMO! Eu estou-vos a avisar …

 

Mudando de assunto para o tema principal do post de hoje … todos nós (homens e mulheres) sabemos que as mulheres são seres estranhos. Pronto, pronto … os homens também são, mas, verdade seja dita, as mulheres são tão estranhas que até entre elas muitas vezes não se entendem.

Um facto cientificamente provado (tão provado e testado como o Actimel fazer bem à saúde) é que as mulheres são muito mais emocionais que os homens. E isto pode ser facilmente provado com uma simples experiência. Ponham um homem e uma mulher na cozinha com o lava-loiça cheio de loiça suja. O homem pegará, calmamente, nos pratos gordurosos e nos talheres oleosos e colocá-los-á na máquina de lavar, sem a mínima preocupação de passar os pratos por água antes de os meter na máquina. A mulher começará a gritar “Quem fez isto? Que falta de responsabilidade! Depois deixam sempre tudo para a criada! Depois eu é que tenho sempre que limpar tudo! …” e começará a lavar os pratos no lava-loiça, e a colocá-los na máquina de lavar, apesar dos pratos já estarem mais que lavados.

Fizeram a experiência? Espero bem que não, pois aqui vai um conselho do toni 2: nunca façam o que eu digo pra fazerem nem sigam os meus conselhos =P

Mas as razões pelas quais consideramos as mulheres estranhas são muito simples: nós não as percebemos. E elas percebem-nos (grande parte das vezes) mas fingem que não percebem para que nós tentemos percebê-las! Perceberam? Ou então eu não percebo nada (que é o mais provável) e elas também não nos percebem nem um pouquinho. =\

Um exemplo bem real em como é quase impossível saber o que elas pensam é quando são elogiadas. Há duas situações possíveis:

1ª Situação: ela vai na rua. De repente passa por um indivíduo do sexo masculino com uma concentração hormonal instantânea maior do que o normal e, quase tão certo como é os bebés virem de França trazidos pela cegonha, esse indivíduo elogia a senhora da forma mais educada e aceite pela sociedade possível. Então a senhora, indignadíssima por a terem elogiado pelos seus dotes físicos, acelera o passo ou, recorrendo a uma alternativa mais agressiva, manda o indivíduo ir “bugiar”.

Análise desta 1ª situação: antes de mais … que raio de palavra é “bugiar”? É daquelas palavras que fomos ouvindo à medida que íamos crescendo, mas com que nunca nos preocupamos muito em saber o seu significado. Encaixa no mesmo grupo de “forrobodó” e “mafarrico”. Depois, a senhora que é insultada … perdão, elogiada … assimila o elogio da forma errada, e fica chateada. Mas agora digam lá a verdade: vocês não adoram que os homens vos elogiem? Claro que a princípio ficam chateadas por ter sido um qualquer a fazer o elogio, mas depois quando pensam melhor começam a perceber que ele fez o elogio por alguma razão, não é? Pois é senhoras e senhores, é que isto dos elogios, mesmo que não muito bem aceites a princípio, é a melhor coisa para o ego. Depois começam a ficar todas contentes por até serem bem parecidas e tal, não é? E mais uma coisa … se fosse um homem todo bem parecido e todo bom (um grande “pão”, como os elementos do sexo feminino gostam de dizer), será que ficariam tão chateadas? É que o comentário é o mesmo, a pessoa que o diz é que muda. Pois é, já pensariam duas vezes antes de o mandar “dar uma volta ao bilhar grande” (cá está outra bela expressão).

2ª Situação: esta é muito comum entre marido e mulher, ou namorado e namorada. O indivíduo do sexo masculino aproxima-se da sua companheira e diz “Estás muito linda hoje!”. Ela vê logo o lado negativo do comentário e diz “É só hoje que estou linda, é? E nos outros dias … sou feia, é?”. E daqui partem para uma grande discussão em que ele diz que ela é linda todos os dias, mas que hoje está mais linda, e ela diz que ele só diz isso para a agradar, …

Análise da 2ª situação: é bem claro que há aqui um choque de ideias. O homem pensa que até vai fazer a sua companheira sentir-se bem, mas “saiu-lhe o tiro pela culatra” (eheh … isto está bonito! a usar expressões destas chego mais depressa a avô =P). Inicia-se então uma discussão infindável de “não gostas de mim” e “gosto muito de ti” …

Para além destas situações, há uma coisa de que elas se queixam muito hoje em dia: falta de cavalheirismo. Pois eu digo-vos uma coisa: vocês queixam-se de falta de cavalheirismo, mas se um individuo do sexo masculino se põe todo cortês e cavalheiro com algum elemento do sexo feminino que não tenha mais de 60 anos, então pensam logo que ele só está a ser cavalheiro para poder meter conversa e se atirar à rapariga (chamam logo pedófilo) ou à adolescente (chamam logo tarado) ou à jovem senhora/mulher (chamam logo desesperado ou tarado).

 

LINHA NUMQQ!!! É aqui!!! Cheguem aqui e leiam só a partir daqui!

 

Portanto, como eu fui dizendo ao longo do post, os homens e as mulheres entendem-se muito bem … é quase como se os seus pensamentos fossem exactamente os mesmos.

Fiquem bem e “toniem muito”. Ahh … e para todos os elementos do sexo feminino que leram o post todo (que acredito que mesmo aquelas que eu avisei para não lerem não tenham seguido o meu aviso): não me odeiem, pois vocês sabem que muitas coisas do que disse são verdade, e porque eu sou homem e não percebo nada destas coisas =P … embora os homens também sejam muito complicados … mas isso fica para outro dia … ou talvez não! =P

Até à próxima.

 

P.S. - O artigo é longo, e peço desculpa por isso, mas é mesmo para se irem entretendo durante uns dias, porque nas próximas semanas estarei, muito provavelmente, ocupado com outros assuntos muito importantes.
publicado por Toni, o Primeiro às 13:42

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Abril de 2005

O belo do dia das mentiras!

Estou de volta para escrever muitos artigos (mentira!) e dedicar o meu tempo todo ao blog (mentira!) e aos leitores (maior mentira de todas!).

Já agora, é para celebrar o facto de termos passado a barreira dos 10000 visitantes (MENTIRA! - só passámos a dos 3000, o que já é bem bom - mentira!) e também o facto de eu ter ganho o euromilhões e de vos oferecer 0,000000001% do que ganhei (a parte do euromilhões é verdade ... a parte de eu vos oferecer aquela percentagem é mentira =D).

Ora bem, se tivemos um artigo "especial" para o Dia dos Namorados (aquilo não foi bem um especial, foi mais um artigo escrito à pressa para que os casais não passassem o dia na ignorância e não soubessem porque é que estavam a festejar aquele dia), também temos que ter um "especial" (não será bem um especial ... bla bla bla ...) para o Dia das Mentiras, um dia inventado porque não sabiam o que fazer nesse dia. Um dia muito apreciado por pessoas que levam a vida a sério e que ficam muito contentes quando as assustam com uma mentira parva. É um dia tão levado a sério que até há Regras de Conduta (Regras do Dia das Mentiras - já agora aproveitem e vejam a história do dia 1 de Abril e porque se tornou no dia das mentiras).

Resumidamente, e para quem não tem paciência para estar a ler outro texto, porque já lhe chega ler este e porque é menos cansativo ir ver os morangos com açucar, tem basicamente a ver com os gambuzinos, e com enganar pessoas (estranho né? dia 1 de abril, aka dia das mentiras, estar relacionado com enganar pessoas. mas que relação mais estranha).

Portanto o "especial" do Dia das Mentiras está feito. Por hoje é tudo, mas prometo que voltarei a escrever mais cedo do que pensam (mentira!). Gosto muito de todos vocês (pequena mentira!).

Fiquem bem, "toniem" muito .... mas com estilo .... e um abraço especial a quem está a caçar gambuzinos! =D
publicado por Toni, o Primeiro às 19:16

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2005

Dia dos Namorados ou Dia de S. Valentim?

Estou de volta! =D

Peço desculpa por durante este tempo todo não ter posto mais nenhum artigo, mas é que às vezes uma pessoa fica sem inspiração, ou então anda em época de exames. =\

Ora do que é que acham que eu vou falar hoje? Será que adivinham? Pensem um bocadinho. Que dia foi ontem? Pois é, foi dia dos namorados e eu hoje vou falar um pouco do S. Valentim e dos namorados. Antes de mais, por que é que existe este dia? Para uma explicação um “pouco” mais detalhada do que a minha, podem ir aqui http://www.malhatlantica.pt/paulaperna/s_valentim.htm (e aproveitam e mandam uma mensagem ao vosso namorado =P), mas pelo que percebi há 3 histórias: a primeira é sobre uma guerra que ia haver, e os homens não podiam casar e depois o Valentim (que mais tarde foi santificado por um papa qualquer) revoltou-se e depois foi morto; a segunda é sobre uma festa em que os homens “escolhiam” as acompanhantes durante aquele dia através de sorteio, o mesmo tipo de sorteio que se faz na liga dos campeões, mas em vez de equipas eram pessoas que eram sorteadas, e em vez de se jogar futebol ia-se tentar bater o recorde de beijo mais longo ou acasalamento mais duradouro =P (não sei porquê mas esta 2ª história faz-me pensar que esse festival era mais uma forma de prostituição do que um festival pra assinalar o inicio da Primavera); e por fim a terceira, que diz basicamente que as 2 primeiras histórias são treta e são histórias pra meninos e que o dia dos namorados se comemora pra assinalar o início da época de acasalamento das aves. Portanto não interessa se lhe chamam dia dos namorados ou dia de S. Valentim. O importante é, da próxima vez que comemorarem o dia dos namorados, lembrarem-se dumas coisitas: S. Valentim era amigo dos casais e fazia casamentos ilegais, as mulheres eram sorteadas nesse dia e as aves já começaram a acasalar, que são 3 coisas fundamentais pra manterem o amor pelo(a) vosso(a) amado(a) vivo e de boa saúde. =D

Voltando à actualidade, uma coisa que acontece muito por volta desta altura é haver muitas pessoas a refilar: “ahh este dia é só mais um produto da sociedade consumista em que vivemos, que o criou pra que os casais gastassem mais dinheiro em flores e chocolates e perfumes e relógios e sei lá mais o quê que as mulheres podem oferecer aos homens!”. A estas pessoas eu só posso dizer uma coisa: arranjem um(a) namorado(a)! Ou então não arranjem, mas aluguem um só por esse dia pra não termos que vos ouvir sempre a refilar sobre isto.

Claro que a estes “refilanços” há outras pessoas que respondem: “você só diz isso porque não tem ninguém com quem estar neste dia tão dedicado ao amor!”. A estas pessoas eu tenho a dizer duas coisas: calem-se e vão pra casa fazer como as aves já começaram a fazer, e não venham com essa história do “dia tão dedicado ao amor”, porque qualquer dia é bom pra se dedicar ao amor … e a fazer o que as aves já começaram a fazer!

Por fim quero só deixar um conselho a todos os que querem oferecer prendas ao seu mais que tudo: não ofereçam chocolates! Ou então ofereçam, mas daqui a 20 anos não se ponham a dizer: “está mais gordo(a)!” e que “se soubesse que era assim não tinha casado contigo!”. Sejam originais … comprem cartões com mensagens de amor já escritas! =P Mas o mais importante de tudo é que haja paz e amor e não guerra e ódio! Aiiiiii … como o dia dos namorados mexe com as pessoas! =D

Fiquem bem e “toniem” muito … e sempre com muito estilo! 

 

P.S. - Se o blog tiver um aspecto estranho, bem podem dizer "Lá está outra vez o dummy do Toni 2 a mexer com coisas que não devia!" =\ Sou mesmo dummy!!!

publicado por Toni, o Primeiro às 10:46

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2005

Quando eu era pequenino …

Quase parece aquela música, mas não é bem disso que venho falar hoje. É mais sobre como cresci a sonhar ser muitas coisas, de tudo um pouco, menos o curso que tou a tirar agora :\
Quando era mais novo, já com idade para ser um sobrevivente no jogo das Escondidas ou da Apanhada, sempre tinha ideias do tipo: “Eu gostava de ser Astronauta!” ou então “Gostava de ser Polícia, para poder apanhar os maus!”. Coisas assim do género. Muitos amigos meus (rapazes) também sonhavam o mesmo, ou com algo igualmente interessante na altura, mas menos atractivo chegada uma idade mais avançada. Antes que comecem a dizer “Grande roto … só amigos (rapazes)! Então e as gajas!?”, também tinha amigas, mas com elas não costumava partilhar estes meus sonhos. Por isso às vezes ainda me pergunto: com o que é que as raparigas sonhavam ser quando eram mais novas? Cabeleireiras? Professoras? Será que tinham ambições igualmente fantásticas como os rapazes e queriam ser Astronautas ou Bombeiras? Ou chegavam mesmo aos limites da fantasia e sonhavam em ser donas da sua própria empresa, e estarem a mandar em mais de 2000 pessoas, entre as quais, e na sua maioria, homens? =P
Não conseguindo revelar este mistério, comecei a pensar noutra coisa. Que nós, homens, quando somos novos conhecemos melhor as mulheres, e depois com os anos vamos perdendo esse conhecimento e não o aproveitamos. Não, suas mentes depravadas, não estou a falar das vezes em que voltávamos da praia e tomávamos banho todos juntos! Estou a falar do facto de sonharmos ser sempre algo que envolve uma farda ou um fato diferente do habitual: bombeiro, polícia, militar, astronauta, … sargento da gnr … ahh, pois, este já não. Este é só para depois de casados e com filhos, quando a barriga e o bigode já estiverem mais desenvolvidos. =P
Mas o “meu ponto” (tradução engraçada do inglês “my point” =P) é que quando somos mais novos já temos aquela ideia que as mulheres gostam de homens de farda (eu agora tou a usar uma daquelas ideias que os homens pensam que sabem algo sobre as mulheres, mas que depois na realidade não é bem assim … mas acho que no geral ainda há muita mulher que gosta de um homem de farda), e é por isso que desejamos ser como eles, para depois andar com as meninas todas babadas a olhar pra nós ali todos importantes. =D Ou então temos é já uma mentalidade sexual muito desenvolvida e já andamos a ter sonhos eróticos com mulheres a usar as nossas fardas.
Depois os mais velhos queixam-se que a juventude está perdida. Ora pois, já com ideias destas na cabeça numa idade tão tenra, qualquer possível génio que exista tem logo a sua mente preenchida com ideias destas, destruindo tudo no que a sua querida mãezinha trabalhou desde os 0,5 meses de idade a ler-lhe histórias de Saramago ou a dar-lhe cadernos de A.M. (análise matemática) para que ele consiga fazer um integral quando chegar aos 3 meses.
Pra finalizar, queria só relembrar que o que está acima foi escrito por um homem, ou jovem adulto do sexo masculino, como muita gente gosta de chamar, por isso é normal que as ideias sejam expressadas dum ponto de vista acentuadamente masculino, daquele masculino que não tem quaisquer traços de feminino, daquele masculino macho, macho mesmo, que não tem nada de roto. Daquele masculino que fica entre a (o?) Tatiana Romanova e o Tom Cruise. Perceberam a ideia =P
Fiquem bem e “toniem” muito … mas com estilo!
publicado por Toni, o Primeiro às 20:42

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Regresso ao Presente!

. Mais uma das minhas teori...

. Mais uma das minhas teori...

. 1 Ano de Crónicas... Estú...

. O Toni Strikes Back!

. Long time no see...

. O que Elas querem ... (LI...

. O belo do dia das mentira...

. Dia dos Namorados ou Dia ...

. Quando eu era pequenino …

.arquivos

. Julho 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds