Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Regresso ao Presente!

Por questões de Migração do Sapo, este post aparece como sendo meu (Pois pois... agora disfarça Toni... sempre a querer ficar com a glória toda só para ti!). No entanto, foi efectivamente escrito pelo Toni, o Segundo que se encontra de momento na Itália (Hehehe ganda maluco é só Italianas!!!). Só para deixar as coisas claras...

 

"Ah, ah, ah! Adivinhem quem voltou. Não, não foi o Chuck Norris que voltou pra livrar o mundo de criminosos com os seus pontapés rotativos ... Não, também não foi o Calimero que voltou para a Abelha Maia ...

Não andei a viajar pelo tempo com o Michael J. Fox nem com o Christopher Lloyd, mas a verdade é que o Toni II está de volta, pelo menos nesta altura especial em que a população activa deste país ainda trabalha ou estuda (“Estudantes ... população activa? Isso é uma ofensa ao estatuto de estudante.” Peço desculpa ... estudantes são então população semi-activa ... comem, bebem, dormem e, vá lá, estudam, quando calha ... na véspera do exame =P ... nem todos), enquanto turistas jamaicanos ou russos e alguns alemães (sim, porque os ingleses e os holandeses riscaram Portugal dos seus mapas de destinos de férias) povoam as ruas e lojas e fazem com que ainda seja possível haver homens (e, já agora, mulheres) –estátua nas ruas. Por falar nisso, acho que até é uma boa profissão e acho mesmo que muitos funcionários públicos, ministros e políticos (estes últimos em particular) deviam seguir o exemplo. A única novidade para eles seria a de terem de se mexer cada vez que alguém colocasse uma moedinha na caixa, o que pode ser difícil pra alguns ... ou pra muitos ... pra quase todos! Mas chega de crítica social, que pra fazer isso há gente que é paga e eu aqui não sou pago pra nada!

Como estava a dizer, estou de volta, pelo menos durante o Verão, pra contar mais aventuras ou explicar o que me chateia, o que me irrita ... enfim, o que “me faz espécie”! E pra começar “faz-me espécie” esta expressão: “faz-me espécie”!

Que raio de expressão é esta? Quem é que poderá ter tido a excelente ideia de usar esta expressão pra se referir a algo chato ou irritante? Estou mesmo a imaginar:

“Apetece-me fazer qualquer coisa. Já sei, vou inventar uma expressão nova. Que tal uma expressão que sirva pra uma pessoa se referir a algo chato? Parece-me bem! Ora deixa cá ver, como poderá ser ... tem que ser algo que só por si também seja irritante ou extremamente parvo, pra irritar ainda mais as pessoas. Já sei ... vou juntar um verbo e um nome ... agora deixa cá ver um verbo e um nome que possam estar relacionados. É isso ... o verbo pode ser ‘fazer’ e o nome ... ‘espécie’ ... têm tudo a ver. Aliás, foram feitos um para o outro. Como é que ninguém se lembrou disto antes? Sou mesmo um génio!” E assim mais um “génio” do nosso país nos presenteou com uma belíssima expressão digna de ser proferida inúmeras vezes até alguém decidir espetar um soco na cara do desgraçado que sente uma atracção inexplicável pela conjugação dessas duas palavras: “fazer espécie”.

A própria expressão é irritante. Será que o primeiro tipo a quem foi dita não foi capaz de dizer ao “génio” que a expressão era um bocadinho, mas só um bocadinho, parva? Se calhar a frase até foi inicialmente usada com outro sentido, mas não deve ter pegado e então ficou com o significado que hoje se conhece:

“Diz ela para ele: ‘Vá ... faz-me espécie!’. E começaram a copular que nem dois animais selvagens para, no fim, ele dizer: ‘Foste fantástica!’. Ao que ela responde: ‘Também não foste muito mau!’.” Pudera, com uma frase daquelas a dar início ao acto, até o D. Juan ou o Casanova faziam má figura.

Ao fim de contas, ainda bem que a expressão não ficou com um significado muito mau. É que, apesar de irritante, a expressão é usada muitas vezes: por gozo (de que é exemplo este post) ou porque a pessoa que a diz acredita veemente que está a dizer algo extremamente culto e eloquente e que está a cativar o ouvinte. Se é este o teu caso ... pensa outra vez! De qualquer das formas, resta esperar que se torne numa expressão em vias de extinção ... ou então que venha a ser substituída por uma expressão de igual ou superior grau de parvoíce. Que tal “Patati Patatá”? Ahh, já existe. Então como é que ainda não se tornou na expressão de eleição dos parolos?

Despeço-me com um ‘Adeus’ (queriam que fosse com um ‘Olᒠnão?) e desejando desde já umas boas férias a todos os que conseguem ter direito a essa regalia chamada ‘Descanso’. Também não fazem nada durante o ano todo e depois no Verão querem ir pra praia? Devem mesmo ... toca a trabalhar. Da próxima trabalhem durante o Inverno, tirem logo férias na Primavera e depois gozem com os vossos colegas de trabalho:

“- Eh eh, finalmente vou de férias e tu ficas a trabalhar. Tenho pena de ti. Que tenhas um bom Verão aqui no escritório ... a trabalhar!

- Ah ah ah, eu já fui de férias em Abril ... Ah ah ah ... diverte-te lá nas filas de trânsito pra praia que eu vou curtir aqui as minhas férias com a secretária do Antunes que também já foi de férias em Março.”

Portem-se mal ... mas com estilo! Até à próxima e fiquem bem."

publicado por Toni, o Primeiro às 16:49

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Paulo a 2 de Agosto de 2006 às 10:07
http://superwrestling.blogs.sapo.pt
http://superwrestling.blogs.sapo.pt
http://superwrestling.blogs.sapo.pt

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Regresso ao Presente!

. Mais uma das minhas teori...

. Mais uma das minhas teori...

. 1 Ano de Crónicas... Estú...

. O Toni Strikes Back!

. Long time no see...

. O que Elas querem ... (LI...

. O belo do dia das mentira...

. Dia dos Namorados ou Dia ...

. Quando eu era pequenino …

.arquivos

. Julho 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Setembro 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds